skip to Main Content

Conheça as diferenças entre autoclave e estufa (MANICURE)

Conheçam nesse artigo as principais diferenças entre essas duas máquinas de esterilização, e entenda a importância dessa pratica e o conhecimento das técnicas.

Conheça as diferenças entre autoclave e estufa (MANICURE)

Esterilização, porque deve ser realizada?

Sempre que utilizamos materiais perfurocortantes, e utilizaremos novamente em outra pessoa, é necessário fazer a esterilização de cada um deles, pois ao entrarem com camadas mais internas da pele, ou seja na pele não integra, pode infectar aquele material com inúmeras doenças além da AIDS.

Principalmente as hepatites, além de herpes zoster entre outras doenças que fiquem presente na mucosa sendo facilmente transmissível a outra pessoa, atrave4s de uma infecção de denominamos infecção cruzada.

A infecção cruzada nada mais e do que quando uma pessoa saudável entra em contato com o objeto contaminado de outra pessoa que possui alguma doença, esse tipo de contágio também podemos classificar indireto. Pois você não teve contato físico com aquela pessoa, mas ainda assim pode extrair a doença da mesma.

É necessário que o profissional que utilizam instrumentos que podem ser contaminados por fluidos corporais, tenham a preocupação em esterilizá-lo, pois ele não apenas coloca em riso a saúde do cliente, como a dele próprio por manusear constatemente aquele material que tem grandes possibilidades de ter sido infectado.

Veja também : Conheça o material para manicure, obrigatório!

Como esterilizar um material com eficácia

Além disso, o profissional precisa estar também comprometido com as normas e regras necessárias para garantir a esterilização daquele utensilio, como limpar o utensilio antes de colocar na máquina, utilizar invólucros novos todas as vezes que for esterilizar um material, mesmo que seja o mesmo, e ainda mais se for outro.

Não ultrapassar o limite de materiais por esterilização, se o profissional enche a máquina de utensílios, a esterilização não irá ocorre em um método totalmente eficaz, pois não terá o amplo alcance de todas as partes do material sobreposto ali.

O profissional deve sempre respeitar a minutagem da estufa e não abrir antes do tempo, cada vez que ocorre a oscilação da temperatura interna dessa estufa, as bactérias ali presentes conseguem, se fortalecer, que dificulta que sejam eliminadas através do calor.

Respeitar as normas que vem no manual da máquina, quanto ao tempo e temperatura necessário, são coisas importantes também, todas as duas máquinas são capazes de esterilizar e eliminar os microrganismos desde que sejam manuseadas e manuseados de maneira correta.

Conheça as principais diferenças entre Autoclave x Estufa

AUTOCLAVE

O método de esterilização da autoclave é mais eficaz e mais rápido que o da estufa, a autoclave esteriliza através de um vapor com alta temperatura, onde os materiais podem ser esterilizados de 15 a 30 minutos.

No começo da sua esterilização, a autoclave possui uma trava de segurança, pois os riscos de queimadura são maiores, logo, a partir do momento em que se inicia o processo da esterilização ela trava, dificultando sua abertura, no meio do processo, o que garante uma esterilização mais completa e mais eficaz.

A autoclave normalmente é mais cara do que a estufa, por todos os procedimentos que ela consegue realizar, sua trava de segurança funciona como uma panela de pressão, onde só pode ser aberta depois que todo o vapor presente naquele interior foi eliminado, com isso a esterilização terá ocorrido de maneira exata.

Estufa

O método de esterilização da estufa é através da oxidação das bactérias por um calor seco que dura em média de 1 a 2 horas, para conseguir uma esterilização um pouco mais suficiente.

Um dos problemas com a autoclave, é que muitos profissionais além de não saberem manusear direito a máquina, não conseguem respeitar esse tempo necessário da esterilização, normalmente, por não possuírem a trava de segurança, os profissionais ou retiram o material antes do tempo, ou incluem outro, interrompendo a esterilização completa do que já estava lá dentro, pela abertura da tampa, com isso a esterilização pode não ser ocorrida de maneira correta.

A estufa em si pode é eficiente na hora de esterilizar o material, desde que se seguem as normas e padrões, de limpá-los antes, e não interromper esse tempo, abrindo a tampa da estuda antes que ela tenha terminado todo o processo, na verdade os responsáveis por impedir uma esterilização eficaz são os próprios profissionais por falta de paciência ou planejamento, para esterilizar esses materiais que serão necessários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *